segunda-feira, 20 de março de 2017



Nada desejar! Sim! Pois Deus não nos basta? Por que alimentarmos desejos irrealizáveis? A quem Deus não basta, nada basta. Nada pedir! Entendamo-nos: nada pedir fora da vontade de Deus, principalmente em se tratando de coisas temporais. Nada recusar! Veio-nos uma contradição? Não a recusemos. Uma alegria, também não. Dores, calúnias, perseguições, reveses, pobreza, ingratidões, desolações interiores? Nada recusar! Por quê? Porque é a Vontade de Deus! E a Vontade de Deus é toda santa e amável, quer nosso bom.
                    
Seríamos felizes, neste mundo, e nosso pobre coração sofreria menos, se realizássemos perfeitamente o ideal de abandono: nada desejando, nada pedindo, nada recusando.

Pelo Monsenhor Ascânio Brandão, em O Breviário da Confiança

Nenhum comentário:

Postar um comentário